Teste de sugestão infalível

Publicado em Publicado em Geral

Os testes de sugestão são armas poderosas na mão de hipnotizas bem preparados. Com simples exercícios de imaginação é possível colocar sujeitos engajados no receosos sugestivo da hipnose além de dar experiências suficientes para fechar loops hipnóticos.

Na hipnose de palco e na hipnose de rua é muito fácil visualizar o processo da aplicação dos testes porque eles acabam fazendo parte do pre-talk e de todo o ritual de praticamente todos os hipnotistas. Mas quando falamos da hipnose clinica os testes de sugestão se tornam um assunto mais controvérsia e alguns defendem a ideia de que eles são totalmente dispensáveis.

A opinião do O Hipnotista é que os testes de sugestão são tão importantes na clinica quanto em qualquer outro contexto, mas assim como tudo na hipnose de mudar dependendo do contexto, assim deve ser com os testes.

Por que fazer teste?

  1. Os testes de sugestão quando bem aplicados na clínica, dão experiência para o cliente. Você pode explicar hipnose por horas, mas se a pessoa que quer te contratar não sentir na pele o poder da hipnose, ela não vai acreditar verdadeiramente que esta técnica pode ajudar.
  2. Os testes de sugestão normalmente servem para escolher a melhor pessoa para hipnotizar. Claro que na clinica você não tem que escolher, pois precisa trabalhar com o cliente que aparecer pra você independente de perfil de transe. Mas o teste serve para que o hipnotista saiba qual o perfil do seu cliente e assim adapte sua abordagem para melhor atender a cada um.
  3. O teste de sugestão pode acabar virando indução nos casos de pessoas mais “sonambúlicas” e até mesmo terapia breve!

Então, por tudo isso, fica claro que testes de sugestão podem ajudar muito no processo clinico. Mas é claro que nem tudo são rosas. Se você fizer um “teste”, seu cliente tem 50% de chance de “passar” e 50% de chance de “falhar”. E se seu cliente falhar ele vai pensar que você não consegue hipnotiza-lo ou que ele não consegue ser hipnotizado… e ai você perdeu um cliente.

Então como fazer testes na clínica?

  1. Não pode parecer um teste;
  2. O cliente não pode perceber que deu certo ou errado. No final tudo deve parecer perfeitamente correto ou esperado;
  3. O cliente deve ter uma experiência real no final, independente da intensidade dela.

Para fazer isso, é muito importante tomar alguns cuidados que podem parecer simples mas na verdade são de muito valor e extrema importância. Preparamos dois vídeos especiais que falam justamente destes cuidados. Se você quer aumentar seus resultados na clinica e usar os testes de sugestão ao seu favor, veja isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *