O poder da sugestão

Posted on Posted in Artigos

Olá! Bem vindo ao nosso canal!

Hoje vamos falar sobre Sugestão e entender que hipnose, e tudo que se refere à hipnoses, trata-se de sugestão!

Se você pesquisar a palavra “sugestão” no dicionário, vai encontrar alguns significados. Vamos aceitar como o mais adequado para nosso objetivo neste vídeo, o conceito psicológico da palavra:

“Processo de influência através do qual o indivíduo altera o seu comportamento, muda de opinião, sem estar consciente dessa mudança, sem saber o porquê de sua ocorrência.”

Já falamos em nossos vídeos anteriores, que tudo comunica e que em todos os processos sociais estamos, na verdade, influenciando e sendo influenciado. Se você ainda não viu, pause este vídeo e veja “O que é hipnose?” e “O que é Rapport”. Estes conceitos são muito importantes para entender sugestão.

Se ao nos relacionarmos com as pessoas, estamos influenciando e sendo influenciados, e se sugestão é influenciar, podemos concluir que sugestão é a ferramenta utilizada no processo comunicacional, que nos permite influenciar!

Assim como existe a comunicação verbal e a não verbal, as sugestões também podem ser verbais ou não. Se eu digo pra vocês: “clique no link aqui em baixo e se inscreva em nosso canal” isso é uma sugestão verbal! E seu eu apenas faço isso [gesticular apontando o botão inscreva-se”, o simples fato de apontar para o botão “inscreva-se” já é uma sugestão, uma sugestão não verbal!

Então, vimos até agora que sugestão é uma ferramenta importante que nos permite influenciar alguém, consciente ou inconscientemente a fazer algo. Vimos que as sugestões podem ser verbais ou não verbais. Mas tem mais coisa! As sugestões podem ser diretas ou indiretas!
Vou dar um exemplo: “Eu gostaria que você pausasse este vídeo e se inscrevesse em nosso canal. Assim você estará Nosa ajudando a continuar produzindo conteúdo de qualidade!” Esta é uma sugestão direta. Eu estou dizendo exatamente o que eu quero, sem associações, sem rodeio! Direto ao ponto.

Agora, outro exemplo: “Espero que você esteja gostando dos nosso vídeos. Fazemos tudo com muito carinho, mesmo dando um trabalhão produzir, gravar e editar tudo! E sabia eu seus likes, compartilhamentos e a sua inscrição em nosso canal ajuda muito? Assim sabemos quais conteúdos são mais vistos e podemos continuar trazendo coisas interessantes!” Esta foi uma sugestão indireta, pois eu passei a mesma informação: “curta nosso canal” mas sem usar estas palavras, deixando implícito a mensagem principal. Deixar uma mensagem implícita é deixar subentendido, dizer algo nas entrelinhas.

E qual sugestão é melhor? Qual funciona mais?

Isso depende. Cada uma delas tem suas vantagens e desvantagens e devem ser usadas geralmente em conjunto, na hora correta e da forma correta.

As sugestões verbais e não verbais estão sempre juntas. Mesmo que eu esteja dando sugestões verbalmente para uma pessoa, eu gesticulo, aumento a intonação, volume, timbre e velocidade da voz, faço expresses faciais e corporais até a nível inconsciente e tudo isso também sugestiona algo. Dizer “clique em inscreva-se” [usar linguagem monótona sem gestos] e dizer “clique em inscreva-se” [gesticular e falar com intenção] é completamente diferente mesmo sendo exatamente as mesmas palavras.

Já em relação às sugestões diretas e indiretas, as diferença são mais sutis e você deve ter mais atenção ao escolher qual usar e em quais situações.

A sugestão direta é eficiente pois diz exatamente o que se pretende e evita interpretações além de ter resposta imediata. Clique, compre, faça, diga, feche os olhos, durma! Mas as sugestões diretas são agressivas, evasivas, podem gerar desconforto na pessoa. Quando usar?

As sugestões diretas devem ser usadas quando já existe uma boa relação de Rapport estabelecida. Antes de uma sugestão direta ser lançada, deve-se criar autoridade, gerar empatia, estreitar laços e fazer a pessoa entender que você está na posição de alguém superior ao ponto de dar uma sugestão quase como uma ordem, um comendo, e que ela deve seguir sem questionar. É exatamente o que o pre-talk da hipnose faz. E se você quer aprender a fazer um pre-talk que funciona de verdade, não perca nosso vídeo da próxima terça-feira!

Após estabelecido os níveis hierarquizas na relação, quando a pessoa já te coloca em posição superior, mesmo que momentaneamente, as sugestões diretas serão aceita. Mas até que estas relações sejam definidas ao seu favor, é importante usar as sugestões indiretas, por vários motivos.

Sugestões indiretas são mais sutis. São realmente sugestões, e não comandos. As pessoas têm a nítida sensação de que o poder de escolha é delas.

Exemplo:

“Se você quiser agora, siga minhas instruções para experimentar isso que eu estou dizendo. Encontre uma posição confortável em sua cadeira agora, sentando-se confortavelmente e comece a perceber sua respiração. Se você quiser se concentrar apenas na respiração, e conseguir manter esta concentração por tempo suficiente, talvez comece a sentir, em algum momento, os ombros mais pesados e uma vontade de deixar que eles se soltem, agora. E se você quiser, e deixar que eles se solte, o relaxamento se torna ainda maior, se espalhando por todo o corpo, da cabeça aos pés e então seus olhos já estão tão pesados que você talvez queira deixar que eles se fechem, agora. E se seus olhos se fecham, fica ainda mais fácil prestar atenção em minha voz, e é quase como se esta voz pudesse guiar você por um relaxamento ainda mais profundo, onde sensações maravilhosas serão acionadas, agora. Se você quiser experimentar ainda mais o poder da sua imaginação, permita que agora os seus pensamentos voltem até um momento maravilhoso da sua vida. Não Importa quando nem onde. Apenas que seja um momento de extrema felicidade, paz, alegria… E que a cada batida do seu coração estas sensações aumentem, agora. E que talvez até uma vontade de rir tome conta de você, um riso contido, mas de grande valor emocional. E assim, com este leve sorriso no rosto e sentimentos maravilhosos, lembranças positivas, você vai aos poucos percebendo o ambiente em sua volta, os sons e ruídos e preparando para abrir os olhos, agora. Olhos abertos.”
O que eu fiz foi dar sugestões do início ao fim. E em algum momento, você certamente sentiu vontade de segui-las e provavelmente acabou fazendo algo, ou se ajeitar na cadeira, ou querer fechar os olhos, mesmo que não tenha fechado, ou se viu voltando suas lembranças para um momento feliz do passado, ou até mesmo simplesmente se pegou sorrindo. Talvez tenha se emocionado, sentido o relaxamento, ou até mesmo feito nada disso, mas ter tido a vontade de faze-lo. Isso não quer dizer que quem segue as sugestões tem a mente mais fraca ou algo do tipo. Pelo contrário, tem a imaginação mais poderosa e simplesmente se permite aceitar sugestões. Caso você não tenha tido grandes sensações, experimente voltar o vídeo e ver de novo, desta vez se permitindo, e será completamente diferente!

Se eu fosse fazer o mesmo exercício usando comandos diretos, você provavelmente se sentiria mais incomodado, talvez um sentimento de invasão ou algo do tipo. Seria mais ou menos palavras como: feche os olhos agora! Imagine agora um momento feliz! Sinta o relaxamento. Pode funcionar bem logo de cara, como pessoas mais sugestionáveis, mas as chances de funcionar com mais pessoas diminuem drasticamente. E se você não sentir exatamente o relaxamento como eu estou mandando sentir, ou no local que eu disse, ou na hora que eu disse? Ao usar sugestões indiretas como: ”e talvez você sinta um relaxamento no ombro, no corpo todo”, ou “quase como se fosse possível sentir tal coisa”, ou “e se você quiser feche os olhos” você deixa a própria pessoa decidir, parece que foi ela quem quis fazer e não que você sugestionou. Mas na verdade, foi sugestão.

Sugestões indiretas geram imaginação, forçam a pessoa a estimular sua própria imaginação criando associações, buscando lembranças e sentimentos do passado, ou seja, voltando sua atenção para dentro. Se você já viu nosso vídeo “O que é hipnose?” sabe que isso já é transe: uma mudança de consciência de fora para dentro. Ou seja, sugestões diretas já geram um estado inicial de transe hipnótico. Isso acontece principalmente porque para imaginar precisamos parar de criticar e ai acontece o rebaixamento do senso crítico, que é o objetivo principal de hipnotizar alguém.

E se até o momento você ainda está em dúvida sobre o papel fundamental da sugestão na hipnose, digo que hipnose é sugestão. E mais, tudo é sugestão! Vou usar uma metáfora para explicar isso. Imagine uma coroa, uma linda coroa exatamente como a coroa de um rei. A sugestão seria esta coroa. E uma bela coroa que pertence a um rei possui pedras preciosas. As pedras preciosas desta coroa chamada sugestões seriam: hipnose, PNL, efeito placebo, magnetismo, fascinação, reiki e mais um monte de outras técnicas que usam a sugestão para influenciar, para causar mudanças.

Focando na hipnose que é o objeto principal de estudo deste canal, todos os processos desta técnica são sugestões.

O pre-talk, chamado no Brasil de conversa prévia, os testes de sugestão, as induções que levam o cliente ou o sujeito ao transe, o aprofundamento do transe, comandos hipnóticos dados nos shows de hipnose de palco ou de rua são sugestões. Os tratamentos clínicos são sugestões, diretas e indiretas, com o objetivo de ressignificar, de mudar sentimentos, emoções, associações mentais ou de criar novas associações e gatilhos mentais para melhorar a vida do cliente ou sujeito. E o despertar também é uma sugestão que volta a consciência do cliente ou sujeito para o que chamamos de estado normal.

Tudo que envolve a hipnose trata-se de sugestão e não se preocupe pois vamos detalhar no canal, todas estas etapas que falei agora: pre-talk, testes de sugestão, indução, aprofundamento, comandos hipnóticos e comandos clínicos e o despertar. Mostraremos que tudo é sugestão!

Então, para terminar este vídeo, deixo a minha sugestão pra você: inscreva-se, curta o vídeo, compartilhe e não perca nada do que está por vir. Tem muita coisa boa sendo preparada pra você! Vídeos novos todas terças e quintas às 10h00!

Até a próxima! DURMA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *