Hipnose pode combater estresse: ex-Trapalhão Dedé começa tratamento

Posted on Posted in Geral

2014-756892315-2014-754874326-2014092675516_20140926_20141003

Fonte: Extra Globo

Quando se fala em hipnose, há quem pense num relógio de bolso, balançando de um lado para o outro, em frente ao rosto de personagens do cinema ou da televisão. A técnica, que na ficção é usada para extrair segredos, tem potencial de cura, garantem especialistas. E foi nessa esperança que Dedé Santana, o humorista e ex-Trapalhão, buscou um hipnoterapeuta para combater seu problema de estresse.

— O estresse é causado por coisas acumuladas na vida e que estouram uma hora. Através da técnica hipnótica, vou acessar seu inconsciente, descobrir o que está causando isso e ressignificar esse problema — explica o hipnoterapeuta e presidente da Rede Clínica da Hipnose, Alessandro Baitello, responsável pelo tratamento de Dedé, que deve começar na próxima segunda-feira.

Segundo Alessandro, além do estresse, a hipnose pode ser usada para curar fobias, ansiedade, depressão, vícios e até a obesidade:

— Nós temos duas mentes, a consciente, que é a que estamos conversando agora, e a inconsciente, que rege mais de 90% do que nos acontece, nossos traumas e emoções. Todos os problemas da vida estão lá. Se hoje você tem medo de alguma coisa e não sabe porquê, seu inconsciente sabe e, por isso, é preciso perguntar a ele.

No tratamento, embora o inconsciente seja evidenciado, o consciente se mantém alerta — e o paciente sai da sessão lembrando-se de tudo.

— O paciente está no controle o tempo todo e pode sair do transe hipnótico a hora que quiser — diz Vânia Calazans, psicóloga e especialista em hipnoterapeuta cognitiva, que aconselha: — A hipnose deve ser acompanha de outros tratamentos, como a terapia.

O tempo para perceber os efeitos da hipnose, porém, depende do paciente:

— Cada pessoa tem um nível de suscetibilidade. Tem gente que já na primeira sessão sente a ansiedade reduzir. Já outros demoraram três ou quatro sessões para verem resultados — diz Flávia Freitas, hipnoterapeuta e psicóloga.

Entenda o tratamento

A técnica

Há mais de 50 jeitos de levar ao transe hipnótico — com música, condução por meio de voz, fixação do olhar num ponto. Uma “entrevista” com o paciente é feita, para descobrir o mais adequado.

Auto-hipnose

Exercícios de hipnose leve podem ser feitos em casa, com ajuda do hipnoterapeuta, para potencializar a técnica.

Contraindicações

Pessoas contra a vontade ou com problemas psiquiátricos, como esquizofrenia.

Outros famosos

Celebridades como o ator Brad Pitt, a duqueza Kate Middleton e a cantora Britney Spears já aderiram à técnica.

‘Estou muito estressado e cansado’

Depoimento de humorista e ex-Trapalhão Dedé Santana, 80 anos

Vou começar o tratamento, porque estou muito estressado e me sentindo bastante cansado, na correria com os filmes que estou participando — vou começar a gravar “Polidoro” e , no ano passado, fiz quatro, dois deles com minha filha Yasmin Santana. Algumas pessoas me indicaram o tratamento com a hipnose para aliviar o estresse e decidi experimentar. Minha filha fez o tratamento antes para se tratar da síndrome do pânico e ficou 100% curada após as sessões. Nunca fiz terapia, vou experimentar agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *